INDÍCIOS DA COEXISTÊNCIA HUMANA COM A MEGAFAUNA

Ferramentas de pedra, fogueiras e adornos recém-encontrados no Mato Grosso e datados de quase 30 mil anos têm dado combustível a uma discussão histórica na arqueologia moderna: a data de chegada dos seres humanos às Américas.

Há diferentes teorias, desde as que afirmam que o evento ocorreu há cerca de 12 mil anos até as que apostam em 100 mil anos ou mais.

A descoberta recente foi feita no sítio arqueológico de Santa Elina, a 80 km de Cuiabá. Os arqueólogos responsáveis pelas escavações, Denis Vialou e Águeda Vilhena Vialou, do Museu Nacional de História Natural da França, afirmam que essa região brasileira já era habitada há pelo menos 27 mil anos.

"Uma prova é a presença de mais de 300 objetos de pedra lascada, com serrilhados e retoques, que só poderiam ter sido feitos pela mão do homem", afirma Águeda, que realiza escavações na região da Serra das Araras desde 1995.

Outra prova da presença humana, segundo ela, são restos de fogueiras.

'Tripla raridade'

O material encontrado foi datado por três métodos diferentes, envolvendo desde radiocarbono 14 até luminescência ótica.

Segundo Águeda, o sítio de Santa Elina traz uma tripla raridade : "A primeira é que ocupações humanas pleistocênicas (entre 2,588 milhões e 11,7 mil anos atrás) são raras e por enquanto lá é o único local descoberto no centro do continente sul-americano."

A segunda e a terceira raridades dizem respeito aos adornos encontrados: alguns foram feitos com ossos de preguiças-gigantes do gênero Glossotherium, já extinto.

"É o primeiro caso no Brasil de uma perfeita associação do homem com a megafauna extinta", explica ela. "Há a confecção de objetos simbólicos com ossos da megafauna, transformando-os em adornos."[...]

A matéria completa sobre a chegada da humanidade às Américas pode ser conferida no site da BBC Brasil

Comentário: Um dos proponentes da Teoria Criacionista sugere que humanos e animais gigantes do passado, incluindo dinossauros, coexistiram. Embora a descoberta não conduza diretamente a este assunto, pois retoma as discussões sobre como e quando o homem chegou às Américas, é interessante notar a rara constatação de que, de fato, houve a coexistência entre humanos e megafauna no período Oligoceno. A hipótese de homens e dinossauros vivendo no mesmo período (entre o Triássico e o Cretáceo), porém, ainda carece de constatações em campo. Caso isso venha a ocorrer, espere-se, segundo a visão Criacionista, que os fósseis humanos também sejam encontrados, mas com maior força e estatura (cerca de 3 e até 4 metros de altura) em relação ao ser humano atual.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANTOS ISRAELITAS REALMENTE DEIXARAM O EGITO?

O TRILEMA DE EPICURO E A ORIGEM DO MAL

OS EVENTOS HISTÓRICOS QUE DETERMINARAM AS CIRCUNSTÂNCIAS DOS DIAS DE JESUS