QUANTOS ISRAELITAS REALMENTE DEIXARAM O EGITO?

Somos informados de que o número de israelitas que saíram do Egito era de 600 mil homens, sem contar mulheres e crianças (Êx 12:37). Adicionando uma esposa e uma criança para cada homem, temos quase dois milhões de pessoas. E aqui temos um grande problema. Há informações detalhadas sobre o exército egípcio no período do Reino Novo. Era um total de aproximadamente 25 mil soldados, de acordo com Anthony Spalinger, uma das principais autoridades no assunto. A população egípcia era de aproximadamente dois a três milhões de pessoas. Se os israelitas fossem uma nação tão grande assim, eles não precisariam de um Moisés ou de Deus para libertá-los. Eles poderiam sair a hora que bem entendessem! Em lugar de descartar a informação bíblica, seria bom tentar entendê-la melhor. 

O que significa a palavra “mil” (heb. ‘eleph)? Ela pode significar unidade de mil pessoas, unidade militar ou pelotão, líder de um grupo, clã e tribo. Em algumas passagens do Antigo Testamento em que ela é utilizada, o significado “mil” não parece ser uma boa opção. Por exemplo, 2 Reis 13:7 menciona 50 cavaleiros, 10 carruagens e 100 mil soldados! Esse é um número discrepante, comparado com os dois anteriores. Em 1 Reis 20:29, 30, vinte e sete “mil” soldados foram mortos porque uma parede caiu sobre eles! Essa deveria ser uma parede enorme. 

Kenneth Kitchen, James Hoffmeier e outros acadêmicos sugerem que ‘eleph, no contexto das passagens do Êxodo, deve ser entendido como um “pelotão” ou “líder militar”; e de acordo com a correspondência diplomática do faraó Akhenaten e reis de Canaã e Síria, as chamadas cartas de Amarna, um pelotão tinha nove soldados. Seiscentos líderes de pelotões ou unidades militares com nove soldados cada uma são 5.400 homens.

Atribuindo uma esposa e alguns filhos para cada um, temos aproximadamente 20 a 22 mil israelitas saindo do Egito. Sendo que a população de Canaã, no começo da Idade do Ferro (Ca. 1200 a.C.) era de 50 a 70 mil, esse número de israelitas se encaixa muito bem com o que se conhece por meio de estudos arqueológicos em Israel. Apenas a título de ilustração, a maior cidade de Canaã naquela época (13º século a.C.), Hazor, não era maior do que um quilômetro quadrado. As outras cidades que os israelitas conquistaram eram bem menores do que ela. Uma população de dois milhões de israelitas certamente deixaria um rastro muito claro e impossível de não ser notado em escavações feitas em Israel.

Note que não se trata de acreditar ou desacreditar o relato bíblico, mas, sim, de entendê-lo corretamente à luz de sua língua original e do seu contexto histórico.


(Luiz Gustavo Assis - Contexto Histórico do Antigo Testamento)

Tem alguma dúvida sobre este ou outros assuntos? Comente ou envie sua mensagem na caixa de comentários abaixo ou clique aqui para enviar a sua pergunta.

Comentários

  1. Eu também estudo hebraico e já vi nos dicionários que essa tese tem tudo pra estar correta!

    ResponderExcluir
  2. Na verdade se você ler com cuidado vai ver que a bíblia diz que eram 600.000 homens sem contar mulheres e crianças. Se você adicionar uma mulher e mais três crianças a cada homem já daria os trés milhões, mas com serteza foi mais que isso por que o relato conta que eles carregavam muita bagagem e levavam muitos animais consigo, o fato de eles náo terem se rebelado contra os egípcios é que eles temiam o verdadeiro Deus, náo possuíam nenhum tipo de armamento, náo conheciam nenhuma tática de guerra, alem do que seu numero aumentou gradativamente no Egito por isso foi pedido por faraó a morte de todos os primogênitos.

    ResponderExcluir
  3. Atribuindo a este fato: Sendo que a população de Canaã, no começo da Idade do Ferro (Ca. 1200 a.C.) era de 50 a 70 mil.
    Não podemos nos esquecer, que só entraram na terra prometida os que tinham 20 anos de idade abaixo. e Só Josué e Calebe tinham maior idade.
    O restante morreram em meio ao deserto.


    ResponderExcluir
  4. Não entendi o 3° paragrafo as somas dos números de pelotão,de homens e etc...muito confuso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá "Lago dos Doramas"! Obrigado pela participação.

      Você pode compreender melhor a questão se, além de Êxodo, você tomar o capítulo 1 de Números para efeitos de comparação.

      Veja: Alguns eruditos argumentam que a palavra traduzida como "mil" (eleph) também pode significar algo como "pelotão" e que os dados representam tanto o número de pelotões quanto o número de homens neles. É isto que vemos no 3º parágrafo.

      Com base nessa hipótese, os dados da tribo de Rúben, por exemplo, poderiam ser reduzidos de 46.500 a 46 pelotões—500 homens. Se somarmos os números por esse método, o resultado final para os homens de armas em Números 1 seria de 5.550 (5 eleph [aqui significando "milhares"] mais 550). Isso poderia explicar os 603.550 de Números 1.46.

      O número final ("603 eleph e 550 homens") seria equivalente aos "598 eleph [pelotões]; 5 eleph [milhares] mais 550 homens”. Se for assim, a população total seria reduzida a cerca de 20 mil pessoas; um número bem mais coerente com a realidade histórica da época.

      É importante esclarecer, porém, que esta é a hipótese mais aceita entre os especialistas da área, mas mesmo ela apresenta algumas dificuldades como, por exemplo, o fato de o número de levitas (cap. 3) ter sido computado de forma diferente, ou ainda, o número de primogênitos de 22.273 (cap. 3:43) superar em mais de 2 mil indivíduos a população estimada de Israelitas para a época.

      Infelizmente, até o momento, não há uma solução definitiva para o número real de israelitas, pois a organização, sistemas e métodos numéricos e censitários daquele povo se perdeu no tempo, de modo que ainda não sabemos a forma correta de entender estes dados. O que sabemos, com certeza, é que de fato não poderia haver mais de 2 milhões de israelitas no momento do êxodo.

      Um grande abraço!

      Excluir
  5. Olá! Gostaria de saber dos meus amigos estudiosos se há alguma passagem que deixe a entender que todos os israelitas realmente saíram do Egito (digo fisicamente claro). A mim parece que devam ter ficado por lá algumas famílias que já se haviam acomodado aos costumes do povo egípcio. Da mesma forma, acredito, que tenham vindo com o povo alguns egípcios .
    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo! Obrigado pela sua participação.

      Não há nenhum texto que nos permita inferir que algum israelita tenha ficado no Egito, mas pelo contrário, textos como Êxodo 12:38, mostram que junto com eles, também saíram outros povos que residiam naquelas terras. Se o autor teve o cuidado de detalhar a saída de estrangeiros junto com os israelitas, certamente teria mencionado aqueles que teriam ficado. Como não há essa menção, é improvável que algum israelita tenha ficado para trás.

      Além disso, realmente podemos concluir que saíram egípcios junto com os israelitas, pois em Êxodo 9:13-35, por exemplo, há uma distinção entre aqueles que acreditavam nas advertências de Moisés e aqueles que o ignoravam. Tais egípcios não sofreram com as pragas e certamente estavam entre os estrangeiros mencionados em Êxodo 12:38.

      Um grande abraço!

      Excluir
  6. Caro amigo isso não passa de hipótese .acredito sim que foram entre 1,3 a 1,8 milhões saíram Egito se fosse 20 mil , como citado o faraó suprirá mão de obra perdida pelo seu povo .mas após saída do povo Israel Egito houve decadência em todo sistema por falta não de obra .outra coisa conheço área militar posso dizer apenas um homem com 38 de 6 tiros na não consegue manter centenas sob controle pois todos com medo ser a vítima dessa arma , mesma coisa povo escravo nasceram sob julgo de escravidão não tinha outra visão para liberdade achava aquilo normal , maioria nasceu ali sob julgo não foram pego libertos e escravizados pois houve esquecimento da ações de José como governador .tanto que no deserto Deus só conseguia ser ouvido por eles quando usava chicote .
    Pois era povo só fazia sob chicote

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1. Use o formulário de comentários para fazer suas sugestões, críticas ou questionamentos.
2. Para comentar, use a opção "Nome/URL" ou utilize as opções disponíveis na guia "Comentar como".
3. Serão bloqueadas todas as postagens que tenham conteúdo ofensivo ou propagandas que não se relacionam com o tema deste blog.
4. Caso queira mandar uma mensagem reservada use a caixa de mensagem ao lado da página.

Postagens mais visitadas deste blog

O TRILEMA DE EPICURO E A ORIGEM DO MAL

OS EVENTOS HISTÓRICOS QUE DETERMINARAM AS CIRCUNSTÂNCIAS DOS DIAS DE JESUS